Cuidado com o seu transformador

Cuidado com o seu transformador escondido: Ele pode lhe deixar na mão.

Infelizmente temos observado que ainda hoje muitas empresas não têm dado a devida atenção aos seus transformadores. Não é raro, em nossas visitas, ver situações de pura calamidade, como vazamentos de óleo, buchas quebradas, sílica totalmente úmida, falta de placa de identificação e nenhum histórico de análise do óleo dos transformadores.

Para essas empresas os adesivos colocados nas portas das cabines de força ou subestações, com as frases: "Perigo – Não entre" ou "Proibida a Entrada – Alta Tensão", ou "Perigo de Morte", estão sendo levados realmente ao pé da letra, ou seja, por esses dizeres os funcionários não adentram nesses locais e não executam se quer algum plano de manutenção, pondo em risco o seu equipamento elétrico.

Obviamente que as empresas tem canalizado todos os seus esforços para redução de custos e aumento de produtividade, mas acabam esquecendo que se um transformador falhar pode ocasionar grandes prejuízos como:

• Perda de material em processo de produção;
• Atraso em entregas programadas dos seus produtos;
• Gastos elevados não planejados para a manutenção do equipamento avariado;
• Riscos de acidentes graves.

Mas o que pode ser feito para reverter esse quadro?

A melhor sugestão é que as empresas estabeleçam um programa de manutenção Preditiva e Preventiva em suas cabines, realizando ensaios físico-químicos e cromatográficos no óleo mineral isolante.

Diferente de que muitos pensam, os ensaios físico-químicos não são realizados somente com o objetivo de conseguir uma "filtragem" do óleo. A razão dos ensaios é verificar como estão as propriedades do fluido dentro dos transformadores e tomar ações corretivas, quando necessárias, para que prolonguem a vida útil do equipamento.

Os ensaios mínimos necessários são:

• Teor de Água;
• Rigidez Dielétrica;
• Fator de Perdas;
• Cor;
• Densidade;
• Acidez;
• Tensão Interfacial.


Todos são normalizados e os limites são especificados pela Norma NBR-10576 – Guia para Acompanhamento de Óleo Mineral Isolante de Equipamentos Elétricos.
Já o ensaio cromatográfico, serve para verificar como está operando o transformador.

Problemas que podem afetar o seu transformador:

• Umidade;
• Borra;
• Compostos ácidos;
• Aquecimento;
• Descargas internas.

Estes são alguns dos problemas que podem estar ocorrendo com seu equipamento sem que você esteja sabendo.

Com a análise periódica do óleo mineral isolante, é possível identificar essas anormalidades, tomar ações que evitem o desligamento e prolongar a vida útil do seu equipamento.

   
 
 
Cadastre-se e receba informações sobre nossos produtos e serviços em seu e-mail
   
Nome:
E-mail:
   
     
 
     
     
Rua Marcelo Müller, 1.042 - CEP 03223-060 - Jardim Independência – São Paulo / SP
web by w5.com.br