1. - A Delta P possui equipamentos de ultima geração para gerenciamento de energias eletricas e recursos de softwares para estudos dos resultados obtidos
 
Alguns exemplos de medições e análises:
 
PERFIL DE CONSUMO (POTÊNCIAS ATIVAS, REATIVA E FATOR POTÊNCIA)
  VARIAÇÕES DE TENSÃO
  DISTORÇÕES HARMÔNICAS
  ANÁLISES DE TRANSIENTES
2. Há mais de 25 anos desenvolvendo atividades no ramo de Manutenção em cabine primaria, a Delta P está apta a fornecer sugestões para você obter economia em sua conta de energia elétrica.

3. Redução de custos com economia de até 40 % em sua fatura, por meio de adequada gestao da energia eletrica consumida em sua empresa:Adequação do enquadramento tarifario ao perfil de utilização de energia eletrica de sua empresa

Sistemas tarifários

O Setor Elétrico sofreu profundas mudanças na relação concessionária-consumidor, com a implantação da Resolução Nº 456 de 29.11.2000 da ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica.
 
Apenas para você ter uma idéia, anteriormente :
 
Para se beneficiar de um dos Sistemas Horo-sazonais (Verde ou Azul) você precisava contratar no mínimo uma Demanda de 50 KW, agora, este limite diminuiu para 30 KW no Horário de Fora de Ponta e até zero para a Ponta;
 
Era levado em conta na definição da Demanda a ser Faturada no mês, 85% da maior Demanda ocorrida nos 11 meses anteriores, isto agora, não ocorre mais;
 
Você contratava apenas um valor de Demanda para todo o ano, agora você pode contratar várias e até uma pôr mês se for do seu interesse;
 
Tudo isto e muito mais, tornou interessante você redefinir qual o Sistema Tarifário conveniente para a sua empresa, afinal, os Sistemas aplicam valores diferentes de Tarifas de Consumo (kWh) e de Demanda (KW) que, se bem estudados, poderão reduzir significativamente o custo final da sua fatura de energia elétrica no final do mês.
 
A Delta P poderá efetuar um LAUDO TÉCNICO completo, abordando um período de Leitura mínimo de 12 meses, a fim de abranger os períodos seco e úmido, onde, será definido os resultados mensais em R$ nos três Sistemas Tarifários disponibilizados concessionária de energia, indicando a melhor opção Tarifária e o melhor valor para a Demanda Contratada.
 
4. Eliminação de multas por ultrapassagem de demanda
 
Demanda Contratada:
 
O Setor Elétrico sofreu profundas mudanças na relação concessionária-consumidor, com a implantação da Resolução Nº 456 de 29.11.2000 da ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica.
 
Antes da nova Resolução, os Consumidores Convencionais não tinham a obrigatoriedade de ter uma Demanda Contratada junto a concessionária e, eram faturados, simplesmente pela maior Demanda entre a Demanda Medida no mês, a Demanda Contratada (se houvesse) e a Demanda equivalente a 85% da maior Demanda Medida nos 11 meses anteriores, agora, tudo mudou, todos os consumidores são obrigados a contratar ou recontratar uma Demanda mínina de 30 KW junto à concessionária e são faturados pela maior Demanda entre a Demanda Medida e a Demanda Contratada. Os que não contrataram, estão pagando uma Tarifa de valor três vezez maior que a Tarifa normal.
 
A definição da Demanda a ser Contratada deverá ser feita com muito cuidado, já que a Resolução estabeleceu uma Tarifa de Ultrapassagem de valor equivalente a 3 vezes o valor da Tarifa Normal de Demanda para as Demandas Medidas que excederem acima de 10% à Demanda Contratada, logo, Demandas Contratadas mal dimensionadas, se super-dimensionadas acarretarão pagamentos por algo não usado e, se sub-dimensionadas, pagarão um custo muito elevado.
 
Envie para a Delta P por email (deltap@deltapltda.com.br), cópias das últimas 06 (Seis) faturas de energia elétrica da sua empresa que faremos uma analise da sua Conta e, emitiremos GRATUITAMENTE um "DIAGNÓSTICO EXPEDITO" que dará uma posição prévia sobre a existência ou não de multas por ultrapassagen de demanda contratada cobrados pela concessionaria de energia eletrica.
 
5 - Eliminação de multas por energia reativa excedente. (Baixo fator de potencia)
 
REATIVO EXCEDENTE.
 
O Setor Elétrico sofreu profundas mudanças na relação concessionária-consumidor, com a implantação da Resolução Nº 456 de 29.11.2000 da ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica e, manteve a cobrança de multas para os consumidores que apresentarem baixo Fator de Potência.
 
Mas, o que é Fator de Potência? A grande maioria das cargas elétricas (motores, reatores de lâmpadas, etc) necessitam, além da energia ativa (aquela que é medida no final do mês em KWh e que você paga para a concessionária com o titulo de Consumo), de uma energia chamada de reativa para produzir os campos magnéticos para a "carga" funcionar, esta energia a concessionária não pode cobrar mas, como ela ocupa espaço nas linhas de distribuição, ela está limitada a um certo valor, representado pelo FATOR DE POTÊNCIA (Fp) e que não pode ser menor que 0,92 ou 92% (em percentual).
 
Fator de Potência baixo (ou excesso de circulação de energia reativa no seu sistema elétrico), além das multas que a concessionária cobra, trazem prejuízos a sua empresa, pois sobrecarregam os seus circuitos com correntes elétricas desnecessárias, produzem aquecimento nos isolamentos componentes elétricos podendo inclusive provocar suas queimas, diminuem a vida útil destes componentes, provocam queimas frequentes de lâmpadas, alteram a tensão provocando por conseqüência outros graves problemas, etc ou seja, é uma "coisa" indesejável tanto para a sua empresa como para a concessionária.
 
Estas multas aparecem na sua Fatura de energia elétrica com vários nomes.
 
 


 
Cadastre-se e receba informações sobre nossos produtos e serviços em seu e-mail
   
Nome:
E-mail:
   
     
 
     
     
Rua Marcelo Müller, 1.042 - CEP 03223-060 - Jardim Independência – São Paulo / SP
web by w5.com.br